Home Comportamento Atitude Aos 105 anos de idade, francês bate recorde pedalando
Aos 105 anos de idade, francês bate recorde pedalando
0

Aos 105 anos de idade, francês bate recorde pedalando

Robert Marchand percorreu mais de 22,5 km em uma hora e estabeleceu marca máxima para sua idade.

0
0

Ele tem incríveis 105 anos de idade, mas está longe de parar de fazer o que mais ama: pedalar. Robert Marchand vive surpreendendo quem conhece a sua história e mais uma vez quebrou um recorde mundial sobre sua bicicleta. Aproveitando o comecinho de 2017, o francês pedalou 22,547 quilômetros em uma hora, estabelecendo uma nova marca entre os ciclistas centenários.

O senhorzinho cheio de disposição conseguiu o feito no velódromo de Saint-Quentin-en-Yvelines, na região oeste da Grande Paris, na França, e ainda afirmou que poderia ter feito melhor.

“Eu não vi o sinal dizendo que eu tinha mais dez minutos para pedalar, se tivesse eu teria aumentado a minha velocidade”, brincou o francês ao terminar o circuito. “Não estou cansado, minhas pernas não doem, mas meus braços sim. Algum lugar teria que doer”, completou após as 92 voltas pedaladas.

Leia também: Nunca é tarde para começar a andar de bicicleta

Sua marca foi suficiente para ser considerada a melhor para alguém com 105 anos de idade, porém, três anos atrás, ele mesmo pedalou 26,927 km no mesmo tempo, sendo ainda o atual recorde mundial para ciclistas acima dos 100 anos de idade. Em uma comparação com atletas mais jovens, o recorde de quilometragem em uma hora é de 54,526 km, do britânico Bradley Wiggins.

Nascido em 1911, três anos antes do início da Primeira Guerra Mundial, Marchand acumulou uma série de profissões ao longo da vida. Começou como bombeiro na capital francesa mas, após ser preso durante a Segunda Guerra Mundial, mudou-se para a Venezuela, onde trabalhou como caminhoneiro e plantador de cana de açúcar.

Leia também: 7 razões para seguir pedalando aos 70

Mais tarde, no Canadá, foi lenhador, e regressou à França nos anos 1960 para ser jardineiro e negociador de vinhos. É o membro ativo mais antigo do Partido Comunista Francês e da Confederação Geral do Trabalho.