1. Home
  2. Comportamento
  3. Cultura
  4. Quer que o mundo mude, mas não sabe como? Comece lendo!
Quer que o mundo mude, mas não sabe como? Comece lendo!

Quer que o mundo mude, mas não sabe como? Comece lendo!

0
0

Você já ouviu falar de Eu Sou a Mudança?  Se ainda não conhece, vai se surpreender.

No dia 24 de setembro começou a ser vendido o livro Eu Sou a Mudança, o mais recente lançamento da Editora MOL. A publicação de âmbito social destaca e muito um panorama das diversas iniciativas de apoio ao ciclismo que vem crescendo em todo o país, incluindo algumas análises de especialistas e várias dicas para o pessoal que ama pedalar. Se ainda está na dúvida sobre adotar esse estilo de vida, eis um grande incentivo.

O livro traz 14 páginas com ótimas dicas para o leitor entrar de cabeça e com o pé direito no universo ciclístico. Essas dicas variam entre como ajudar sua cidade ou empresa a serem mais amigas da bicicleta e como fazer uma viagem de cicloturismo.

página do livro Eu Sou a Mudança

E como se não bastasse, a publicação também relata uma pesquisa da Universidade de São Paulo (USP) sobre a saúde dos ciclistas que pedalam pela cidade, uma linda iniciativa no Recife que doou vários triciclos aos catadores de lixo reciclável, um grande festival de arte e ciclismo criado em Curitiba que se disseminou pelo interior paranaense e uma rede de mais de 1600 voluntários de todo o Brasil que colaboram diariamente com quem quer começar a usar a bicicleta como meio de transporte.

O urbanista Ricardo Corrêa, envolvido nos projetos cicloviários de várias capitais do país, fala sobre como a bicicleta colabora na resolução dos problemas de mobilidade urbana. Renê J. R. Fernandes, gerente de projetos do Centro de Empreendedorismo e Novos Negócios da FGV-SP, explica porque acredita que a bicicleta é um mercado em expansão.

páginda do livro Eu Sou a Mudança

Uma causa nobre

Por cada exemplar vendido, a Editora MOL doa 9% do valor de capa – referente aos direitos autorais da publicação – para iniciativas que trabalham pela mobilidade.

As instituições beneficiadas são a Ciclocidade, uma associação de ciclistas que propõe políticas públicas pró-bike em São Paulo, a Transporte Ativo, instituição carioca internacionalmente reconhecida por promover meios de transporte sustentáveis, e o site Vá de Bike, um dos principais porta-vozes da bandeira da bicicleta na internet brasileira.

Eu já adquiri o meu e estou muito feliz com a quantidade de conteúdo relevante que tenho em mãos. E você, vai ficar parado ou vai pedalando até a livraria mais próxima para adquirir o seu exemplar?