1. Home
  2. Mobilidade
  3. Urbana
  4. Alemanha cria rodovia exclusiva para bicicletas!
Alemanha cria rodovia exclusiva para bicicletas!

Alemanha cria rodovia exclusiva para bicicletas!

0
0

Ter uma rodovia somente para bicicletas é o sonho mágico de todo ciclista: nada de luzes vermelhas, nada de caminhões; apenas uma pista livre e suave para deslizar com o vento no rosto. Na Alemanha esse sonho acaba de virar realidade! Conheça a primeira rodovia exclusiva para bicicletas. Ciclistas comemoram e interpretam esta novidade como a resposta ao terrível tráfego urbano, com seus congestionamentos e poluição, além de uma forma de segura de ir e voltar do trabalho ao ar livre!

alemanha-rodovia-01

Foto via

A nova rodovia para bicicletas é um vislumbre de um futuro com transportes mais ecológicos. A Alemanha acabou de inaugurar as primeiras três milhas de uma rodovia ciclística que tem como objetivo chegar a mais de 60 milhas. Este percurso conectará dez cidades ao oeste do país, incluindo Duisburg, Bochum, Hamm e quatro universidades. Para a rodovia, foi determinado um trajeto que há muito não se utilizava, composto por faixas localizadas próximo à região industrial do Vale do Ruhr. Quase dois milhões de pessoas vivem dentro das 1200 milhas que a nova rodovia abrange, e poderão utilizá-las para seus compromissos diários, como afirma Martin Toennes, do grupo regional de desenvolvimento – RVR.

O grupo – RVR – estuda a possibilidade de que a nova rodovia para bicicletas consiga fazer com que mais de 50 mil carros sejam deixados em casa e tirados das ruas todos os dias, sendo trocados pela viabilidade de se utilizar a bicicleta. A ideia surgiu de forma pioneira na Holanda e na Dinamarca e está mobilizando toda a Alemanha para que novas iniciativas neste sentido sejam tomadas em outras partes do país. Outras rodovias já são planejadas para que outras rotas exclusivas para bicicletas sejam criadas.

Como muitos projetos de infraestrutura em qualquer setor, a nova rodovia tem enfrentado desafios – especialmente financeiros -, no que diz respeito a questões governamentais. Esta iniciativa deve partir de autoridades locais, já que o investimento-foco do governo federal tende a beneficiar automóveis, rodovias e trajetos fluviais.

Foto via

Isso sugere que projetos como a nova rodovia de bikes tem como motor a insatisfação da população com o tráfego urbano de automóveis e dependem muito de sua iniciativa para pressionar as autoridades a tomar atitudes concretas. Um claro exemplo disso é que, na Alemanha os partidos conservadores estão sendo obrigados a admitir que o transporte através de bicicletas é uma realidade no país, que possui a legitimidade da população, de modo que é importante que medidas sejam tomadas – ainda que se tratem de direcionar uma pequena parte do orçamento para arcar com infraestrutura ciclística.

A parte da população que apoia a causa ciclística criou o German Bicycle Club, de modo a se articular politicamente para fazer requerimento de verba perante o governo. O grupo acredita que construir rodovias automobilísticas na cidade é a “um atentado contra a vida”, que ocorre desde 1906. Para o German Bicycle Club o transporte via bikes está diretamente associado à segurança e à preservação da vida humana, especialmente das crianças. A luta é, de fato, para tirar os carros das ruas.

Foto em destaque via