1. Home
  2. Mobilidade
  3. Urbana
  4. Quer mais tempo de folga? Vá trabalhar de bike!
Quer mais tempo de folga? Vá trabalhar de bike!

Quer mais tempo de folga? Vá trabalhar de bike!

0
0

Trabalhadores podem ter até uma semana a mais de folga se forem trabalhar de bike. A condição é simples: deixar o carro em casa!

Em todo o mundo já se percebe uma nova tendência de incentivo ao abandono dos automóveis em busca de maneiras alternativas de deslocamento. Notando isso, muitas empresas já dão benefícios aos seus funcionários que não usam carros para ir ao trabalho. Vale ir em qualquer coisa que não utilize um motor a combustível.

Em Logroño, na Espanha, algumas pessoas ganham dez minutos extras de folga a cada dia que trabalham sem a utilização de um veículo a motor. Esta ideia foi posta em prática pela JAE Engenharia e Desenvolvimento. A empresa incentiva o “desuso” do automóvel em prol de outros meios, mas tem preferência pelas bikes, claro!

trabalhar de bike

Foto via

Esses dez minutos podem se acumular até uma semana de folga. Em entrevista à ciclosfera.com, Jaime Caballero, um dos funcionários da empresa, afirma que dar carona para outros funcionários no seu carro também vale, mas são seis minutos de folga por dia.

A medida tem como objetivo a melhoria do bem estar dos funcionários, além de ser inovadora e aliada a interesses ambientais. Caballero diz que ir de bike ao trabalho faz com que os funcionários poupem o dinheiro do combustível, tenham tempo para pensar e aliviar o stress da rotina. Além disso, o exercício diário ativa o cérebro, fazendo com que o funcionário chegue na empresa mais disposto e focado, aliviado de ansiedades. Caballero afirma ser mais feliz, mais humanizado e mais conectado com o lugar onde vive após ter começado a ir ao trabalho em duas rodas.

Foto via

As empresas, por sua vez, também têm inúmeros benefícios. Ir trabalhar de bicicleta pode reduzir o número de licenças por variados tipos de doenças por se tratar de um hábito saudável. Embora outros meios alternativos de transporte também valham a folga, a bicicleta, por exigir esforço físico, é um bem diário ao funcionário, que representa bons resultados a curto, médio e longo prazo.

Com a mente relaxada e mais disposição para concentração, o rendimento profissional melhora, trazendo ganhos para a empresa. Assim sendo, o próximo passo da JAE será reivindicar mudanças na infraestrutura do trânsito que deem lugar ao ciclista nos arredores de onde a empresa está localizada. O plano é influenciar outras empresas e o resto da população de Logroño por um transporte sustentável e ecológico.

No Brasil, conceder folga a trabalhadores que vão ao trabalho sem automóvel já é uma realidade. Em Pernambuco, o Ministério Público concede um dia de folga a cada quinze dias que seus funcionários vão de bike ao trabalho. No entanto, o país ainda carece de diversas medidas de infraestrutura urbana para inserir o ciclista no trânsito, além de campanhas de conscientização,

Por aqui, a cultura automobilística está muito arraigada na consciência do brasileiro, herança dos ideais norte-americanos de sucesso profissional e pessoal. Mas, pouco a pouco, estar no isolamento de um automóvel perderá sentido.

bs5.jpg

Foto via